Património da Humanidade, ou Pilhagem, Roubo e Saque?

Timothy BANCROFT-HINCHEY, PRAVDA.Ru

“Os Museus Ocidentais estão repletas de patrimônio cultural ... que provém de outros países. Os mármores de Elgin são apenas um conjunto de dezenas de milhares de artefatos saqueados de terras distantes durante tempos coloniais ou imperialistas. No entanto, a profanação do patrimônio cultural continua. Quantos dos 13.000 objetos roubados do Museu Nacional de Bagdá estão hoje nos Estados Unidos da América?

A lista foi elaborada e entregue ao vice-presidente Richard (Dick) Cheney, antes que o primeiro soldado norte-americano ou britânico tivesse colocado o pé no Iraque. Era uma lista de compras de tesouros arqueológicos que os companheiros da Casa Branca queria ver nas suas prateleiras, em Rhode Island, em Maryland, na Virgínia. UNESCO afirma que, quando o Museu Nacional de Bagdá foi saqueado em abril de 2003, 13.000 objetos desapareceram. Quantos destes estão em casas particulares nos E.U.A.?

Muito foi escrito sobre o roubo da pintura Scream, de Munch, em Oslo, 1994. Mas qual é a diferença entre o roubo de uma pintura de um museu e pilhagem e profanação do patrimônio cultural perpetrado por invasores ao longo dos séculos? Enquanto o interesse público no Egito Antigo foi reavivado durante a expedição de Napoleão Bonaparte ao Egito (1798-1801), o Departamento de Antiguidades Egípcias no Museu do Louvre foi criado e "eruditos" foram para o Egito para encher os bolsos da mesma maneira em que as tropas dos E.U.A. encheram as suas malas no Iraque e no Afeganistão - em Cabul, onde o Museu Nacional, que já teve uma das mais ricas coleções do mundo, perdeu 90% de seus artefatos. Onde estão eles?”
Matéria Completa, ::Aqui::
Via Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Comentários: