Os novos órfãos da informação


Estamos saindo de um modelo para ingressar noutro, que ainda é uma grande incógnita, em meio a uma cacofonia informativa inédita na história contemporânea.

Carlos Castilho, Observatório da Imprensa / Revista Fórum

Um programa de televisão chamado O Mundo do Futuro,disponivel na  internet, é uma metáfora do universo informativo que o futuro nos reserva. O programa é conduzido por um engenheiro australiano em prisão domiciliar na Inglaterra, acusado de publicar segredos do governo norte-americano; numa emissora localizada em  lugar não identificado na Rússia; e que na sua primeira edição teve como entrevistado um líder palestino que vive na clandestinidade no Líbano, acusado por Israel de ser um cérebro do terrorismo árabe.

Impossível ser mais heterodoxo em matéria de informação jornalística. Quase todos os parâmetros tradicionais foram quebrados na mais recente iniciativa do engenheiro Julian Assange, criador do controvertido site Wikileaks.  que está fora do ar porque suas contas bancárias foram bloqueadas pela justiça.

A primeira coisa que chama a atenção é a queda dos referenciais entre legalidade e ilegalidade. Na Inglaterra, Assange pode ser condenado a 10 anos de cadeia, mas na Rússia ele conta com a simpatia governamental. Ele é um programador de computadores mas age como se fosse jornalista. Ele grava programas desde sua casa para uma emissora que transmite pela internet e ninguém sabe onde fica. E, para terminar, conversa durante quase uma hora com Hassan Nasrallah, líder da organização Hezbollah, que vive em algum lugar do Líbano.”
Artigo Completo, ::Aqui::
Via Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Comentários: