Monstro de Israel volta a zombar da humanidade


"Genocida Benjamin Netanyahu fez, nesta madrugada, seu segundo ataque a uma escola da ONU em menos de uma semana; de novo, matou crianças dormindo; desta vez, dez pessoas foram mortas e 30 palestinos feridos com disparo de míssil fornecido pelos Estados Unidos; Unicef afirmou ontem que quase 300 crianças já morreram desde o início da ofensiva; a ONU quer que este criminoso de guerra seja julgado e punido; será necessário julgar também Barack Obama, cúmplice de Netanyahu, pela carnificina?

Brasil 247

Um novo ataque das forças israelenses a uma escola da ONU que abrigava refugiados em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, deixou ao menos dez pessoas mortas e outras 30 feridas nesta madrugada. Ao todo, 30 palestinos morreram na manhã deste domingo após ataques aéreos de Israel à região.

Este foi o segundo ataque ordenado pelo primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, a uma escola das Nações Unidas. O último gerou condenações do diretor-geral da ONU, Ban Ki-Moon, e do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que tem sido cúmplice do genocida Netanyahu na matança em Gaza.

A Unicef, braço das Nações Unidas para a Infância, afirmou ontem que 296 crianças já foram mortas desde o início da ofensiva de Israel em Gaza. "As crianças representam 30% das vítimas civis", disse a Organização. A ONU defende o julgamento do mandante do genocídio. Resta saber se Obama, principal aliado de Israel na guerra, também será julgado como cúmplice.

Israel diz que Hamas pagará preço alto por mais ataques

JERUSALÉM/GAZA (Reuters) - Israel vai continuar a lutar contra o Hamas na Faixa de Gaza mesmo depois de o exército completar sua missão de destruir túneis fronteiriços, utilizados por militantes palestinos para atacar seus territórios, disse o primeiro ministro Benjamin Netanyahu, neste sábado.

Uma emissora de televisão israelense mostrou imagens ao vivo de tanques sendo retirados de Gaza em uma aparente redução da campanha que já dura 25 dias, enquanto Netanyahu disse que o Hamas vai pagar um "preço intolerável" se continuar atacando Israel.

Israel começou sua ofensiva aérea e naval contra Gaza em 8 de julho, após foguetes do Hamas atravessarem a fronteira.

A troca de bombas continuou no começo do sábado, elevando a contagem de mortos em Gaza, contabilizada pelos representantes palestinos, a 1,675, a maioria civis.

Israel confirmou que 63 soldados morreram em combate, e as bombas palestinas também mataram civis em Israel.

Netanyahu fez esses comentários enquanto Israel sinalizava que estava se retirando com seus próprios termos, dizendo que não iria viajar para o Cairo e discutir uma nova trégua.

Em algumas áreas de Gaza, testemunhas viram tanques israelenses recuando de volta à fronteira, enquanto o exército israelense deu permissão de retorno aos palestinos que fugiram de uma cidade.

O principal objetivo de Israel na sua incursão à Gaza no mês passado foi destruir a rede de túneis do Hamas, e a IDF (Força Defensiva de Israel) disse que isso está próximo de ser atingido.

Mais de 30 túneis e dúzias de acessos foram descobertos e estavam sendo explodidos, disse um militar.

"Nosso entendimento é que nossos objetivos, especialmente a destruição dos túneis, estão próximos de ser completados", disse o porta-voz militar, o tenente-coronel Peter Lerner.

Netanyahu disse em um discurso na televisão que a ação militar continuaria mesmo que esse objetivo fosse alcançado.

"Depois de completar a operação anti-túnel, a IDF vai agir e continuar agindo, de acordo com as necessidades de segurança, e apenas de acordo com nossas necessidades de segurança, até atingirmos nossos objetivos de restaurar a segurança para você, cidadão israelense", disse.

(Por Giles Elgood e Nidal al-Mughrabi)"

Comentários

Anônimo disse…
porque Monstro , Monstro é Brasil com essa falsa moralidade sobre os conflitos em redor do mundo . não consegue resolver a propria Guerra enterna que temos . centenas de crianças morrem no brasil sem que se faça algo de concreto ..não temos que se meter em guerra alheia devemos primeiro vencer a guerra interna contra a Corrupção , trafico de drogas fora isso tem os planos de saúde que mata mais que muitas guerra por ai ...outra coisa GUERRA SEM MORRER CIVIL NÃO É GUERRA !!!

Leia Mais..