Centenas morrem pisoteadas em Meca; local tem histórico de tragédias

Socorristas atendem feridos após tumulto durante o Hajj
"Um tumulto durante a peregrinação muçulmana do Hajj nesta quinta-feira deixou ao menos 717 mortos e mais de 800 feridos perto da cidade sagrada de Meca, na Arábia Saudita, num dos piores incidentes na história recente da celebração.

Da BBC

O incidente ocorreu no último ritual em Mina, onde peregrinos atiram pedras a pilares que representam o diabo. Autoridades não informaram o que causou o tumulto.

Mina é localizada entre o monte Arafat e a Grande Mesquita de Meca, o lugar mais sagrado do Islã.

O Hajj é o último dos cinco pilares do islamismo, e seguidores devem realizar a peregrinação anual pelo menos uma vez na vida, se tiverem saúde e condições financeiras. Mais de 2 milhões de muçulmanos participam da peregrinação neste ano.

Peregrinos participam do ritual do apedrejamento em Mina

Ritual do apedrejamento registrou diversos tumultos com peregrinos que se empurram para estarem à frente de multidão

Cerca de 160 mil barracas foram instaladas para acomodar peregrinos em Mina, que fica a 3 km de Meca

O órgão de defesa civil saudita disse em comunicado que a confusão começou no momento em que peregrinos caminhavam rumo à estrutura, de cinco pavimentos, ao redor dos pilares - conhecida como ponte Jamarat.

O incidente ocorreu porque houve um "aumento repentino" no número de peregrinos. Isto "resultou" em um pisoteamento de visitantes, disse.
O Hajj tem sido marcado por tragédias como essa - corre-corres e pisoteamentos resultando em número alto de mortes - no passado, por causa da alto número de pessoas que visitam o local.

As autoridades sauditas tinham investido maciçamente em infraestrutura e transporte nas áreas do Hajj, e os incidentes caíram - até o desta quinta.

O último grande tumulto durante o evento tinha sido em 2006, quando 364 pessoas morreram no mesmo ritual de apedrejamento. Veja abaixo uma lista das principais tragédias ocorridas no Hajj.

12 de janeiro de 2006

Um tumulto matou ao menos 364 pessoas. Autoridades disseram que o incidente teve início após bagagens caírem de um ônibus em movimento em frente a uma das entradas da ponte de Jamarat, usada por pedestres em Mina durante o ritual do apedrejamento.

1º de fevereiro de 2004

251 pessoas morreram em um pisoteamento que durou 27 minutos.

Autoridades disseram que a maioria das vítimas não tinha autorização para participar do ritual de apedrejamento, após novos procedimentos terem sido adotados para evitar pisoteamentos.

Cerca de 2 milhões de peregrinos participam do Hajj deste ano

Imagem feita em 2014 mostra passarelas de pedestres e colunas representando o diabo usado na cerimônia do apedrejamento
9 de abril de 1998

Ao menos 118 pessoas morreram e mais de 180 ficaram feridas durante o ritual de apedrejamento. Os peregrinos, a maioria da Indonésia e da Malásia, morreram pisoteados após participantes caírem de um viaduto.

23 de maio de 1994

Um tumulto deixou 270 mortos.

2 de julho de 1990

No mais grave incidente no local até agora, 1.426 peregrinos, a maioria asiáticos, morreram pisoteados dentro de um túnel que levava a locais sagrados em Meca. Autoridades disseram que a maioria morreu asfixiada após a ventilação do túnel ter parado de funcionar."
Via Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Comentários: