Rafael Correa: “O processo contra Dilma é uma piada”


Presidente do Equador diz em entrevista ao jornal Valor Econômico que o processo que afastou a presidente eleita Dilma Rousseff no Brasil "é a ditadura da maioria no Congresso, é absolutamente inconstitucional"; ele destaca ainda que Dilma "é acusada de coisas que tanto [Fernando Henrique] Cardoso como Lula fizeram, e que eram permitidas. Então foram proibidas pelo Tribunal de Contas, e a julgam retroativamente"

Brasil 247 -

O presidente do Equador, Rafael Correa, chamou de "piada" o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff no Brasil. Ele acredita que Dilma e o ex-presidente Lula não estão envolvidos em corrupção e avalia que o afastamento de Dilma é uma ação da "ditadura da maioria no Congresso".

"É preciso ver se Dilma estava envolvida [em corrupção], e eu não creio. O processo contra Dilma é uma piada. Ela é acusada de coisas que tanto [Fernando Henrique] Cardoso como Lula fizeram, e que eram permitidas. Então foram proibidas pelo Tribunal de Contas, e a julgam retroativamente. Isso é a ditadura da maioria no Congresso, é absolutamente inconstitucional", declarou, em entrevista ao jornal Valor Econômico.

"Certamente é preciso estar muito atento na luta contra a corrupção. Mas eu lhe asseguro que Dilma Rousseff e meu bom amigo Lula da Silva não são pessoas corruptas. São extremamente honestos", acrescentou o chefe de governo, que preside seu país há quase dez anos. Ele assegura, na entrevista, que não será candidato a um terceiro mandato consecutivo em 2017, mesmo que a lei seja mudada e o permita.

Leia aqui a íntegra.
Via Google Plus

About Antonio Ferreira Nogueira Jr.

Contato- nogueirajr@folha.com.br
Revista- WMB

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 Comentários: